Nossa proposta é ampliar a atuação na Agroecologia, agindo de forma participativa junto às comunidades rurais e urbanas necessitadas, afim de realizar trabalho orientado para Organização Popular

Hortas Mandala

É comum encontrarmos nas estradas de cidades do interior, cuja atividade principal é a agricultura, caminhões vendendo frutas, verduras, frangos e pães para os agricultores. É uma cena muito incoerente, pois acreditamos que no meio rural as famílias, no mínimo, devem produzir seu alimento. O CEPAGRO como uma Organização Não-Governamental, tem como princípio propor às famílias rurais e da periferia urbana a possibilidade de produzirem alimentos saudáveis de forma agroecológica, tanto para o consumo quanto para a comercialização.

Aliando princípios agroecológicos, trabalho coletivo em mutirões e conhecimentos milenares das formas circulares, propomos às comunidades assessoradas as Hortas Mandala. Sabendo que “Mandala é uma palavra sânscrita, que significa círculo. Mandala também possui outros significados, como círculo mágico ou concentração de energia. Universalmente a mandala é o símbolo da totalidade, da integração e da harmonia”.

Esta proposta surge como alternativa às formas convencionais de produção de alimentos que são os canteiros quadrados e lineares, o trabalho individual e competitivo, bem como a utilização de adubos sintéticos e venenos para combater pragas e doenças. Desta forma, através de mutirões comunitários construímos canteiros circulares, utilizamos adubação orgânica de compostagem ou esterco das propriedades, cobertura morta com palhada e plantio consorciado entre espécies companheiras. Além de produzir alimentos saudáveis, sem aditivos químicos, as Hortas Mandala são esteticamente bonitas, contribuem para o controle biológico entre diferentes espécies e produzem plantas medicinais e ornamentais conjuntamente com os outros alimentos.

O trabalho coletivo em mutirão na construção da horta é importantíssimo, não só por acompanhar os princípios que regem a forma Mandala “...a forma mandálica pode ser encontrada em todo início, na Terra e no Cosmo: a célula, o embrião, as sementes, o caule das árvores, as flores, os cristais, as conchas, as estrelas, os planetas, o Sol, a Lua, as nebulosas, as galáxias. Se observarmos o cotidiano a nossa volta, perceberemos estruturas mandálicas onde nunca pensaríamos haver, como no gostoso pãozinho ou no macarrão que comemos: começam com a massa que depois de amassada vira uma bola – mandala tridimensional – para crescer. O prato onde comemos tem a forma circular, e quando nos servimos formamos uma mandala colorida, que irá nos alimentar e nos nutrir, dando energia e vitalidade ao nosso corpo. A própria Terra foi formada por uma explosão de forma mandálica.” Bem como, trazer unidade ao Grupo de agricultores rurais ou urbanos que as constróem, cujo objetivo principal do trabalho do CEPAGRO é a mobilização comunitária e organização em Grupo, além da promoção da agroecologia como principio de vida e de geração de renda.

Neste contexto, na comunidade rural das Três Barras em Palhoça, famílias organizadas em grupo, na forma de mutirão vem fazendo as Hortas Mandala para a produção de hortaliças, temperos e plantas medicinais. Além de proporcionar a estas famílias o acesso aos alimentos saudáveis e sem custos, surge a oportunidade de renda com a comercialização dos excedentes desta produção.

Outra comunidade que começa o trabalho com as Hortas Mandala é no município de Angelina. Com grupos de mulheres construímos quatro Hortas Mandala para a subsistência das famílias. Nesta comunidade utilizamos o composto feito com os resíduos orgânicos do município, arrecadados através da coleta seletiva e processados na usina de compostagem. Outro fato marcante é que uma Horta Mandala foi construída coletivamente para abastecer famílias que produzem fumo (tabaco) e conforme as recomendações dos instrutores das empresas fumageiras não podiam fazer hortas domésticas por conta da intoxicação que poderiam sofrer na utilização de agrotóxicos utilizados na cultura do fumo e a solução foi esta horta mandala para a subsistência e segurança alimentar das famílias. E na comunidade rural do Brilhante (Itajaí) construímos uma horta mandala reutilizando telhas de cerâmica em mutirão com o grupo urbano do Portal.

Nas comunidade urbanas, através do Projeto Agricultura Urbana desenvolvido pelo CEPAGRO, construímos uma Horta Mandala com as crianças da Escola do Trevo do Erasmo e com um grupo comunitário, ambos no sul da ilha de Santa Catarina, também na Chico Mendes num espaço cedido pela escola um trabalho de horta comunitário foi realizado e outra Horta Mandala surgiu, mas é na comunidade do Portal, bairro Espinheiros em Itajaí, que a Mandala além de deixar a Horta Comunitário com um aspecto lindíssimo está gerando renda para oito famílias que se organizam em mutirões e escalas de trabalho para executar este projeto.